8 dicas para organizar os itens de cozinha


Realizar uma "expedição" pela cozinha da sua residência é a certeza de encontrar muita coisa que você nem imagina que possui. Duvida? Faça o teste. E o excesso ou a duplicidade de itens é o motivo que torna esse ambiente da casa desorganizado.


Panelas organizadas


Para começar a organizá-la, algumas ações iniciais são necessárias. Aqui vão algumas dicas:

1. Priorize


O ideal é que você disponha de um período razoável de tempo para dedicar-se à organização de sua cozinha integralmente. Assim, você poderá analisar todos os espaços, incluindo gavetas, nichos, portinhas, prateleiras mais altas. Certamente, você se surpreenderá com os "achados". 

Entretanto, se você não dispõe de tempo suficiente para começar e encerrar o processo num único dia, minha primeira dica é que você estabeleça prioridades. Quanto tempo livre você tem por dia? Vinte minutos? É possível organizar duas gavetas hoje, um nicho amanhã e assim por diante.

2. Retire tudo do local e limpe o espaço


Comece esvaziando o local (quer seja a gaveta, o nicho, a portinha) e faça uma boa limpeza no móvel. Assim, você começa da maneira correta.

3. Agrupe os itens iguais


É imprescindível você agrupar pratos, talheres, travessas, bacias, copos, jarras, panelas, potes, eletrodomésticos e alimentos (não vou tratar dos alimentos hoje. Será assunto para outro post). Pense em famílias: a família dos pratos, das panelas etc.


Itens de cozinha

4. Categorize os itens


Agora, separe os itens de preparo (talheres, panelas e utensílios de preparo das refeições) dos itens de servir (louça, copos e talheres de servir à mesa).

5. Estabeleça um limite para cada tipo de itens


Compras por impulso resultam em eletrodomésticos sem uso e excesso de itens. 

Reflita: Quantas jarras você tem? E de quantas você precisa? Qual é o tamanho da coleção de potes plásticos? Quantos são efetivamente necessários? Você precisa manter 5 conchas para servir sopa?

Proceda assim com todos os itens que fazem parte do acervo.

6. Descarte os excessos e tudo o que não está sendo usado


Esta dica complementa a anterior. Repito: compras por impulso resultam em eletrodomésticos sem uso e excesso de itens. Doe ou venda tudo o que não estivem sendo usado ou que configurar excesso. É o que eu digo sempre: Menos é mais. 

Eletrodoméstico

7. Elimine o que está avariado


Isso mesmo, elimine: 

Louças trincadas ou lascadas.
Panelas sem cabo ou com o acabamento riscado.
Facas sem corte.
Potes plásticos rachados, amarelados (este item será assunto de um post específico).
Eletrodomésticos quebrados cujo conserto sai mais caro do que comprar um novo.
E qualquer outro item em mau estado.

8. Devolva os itens aos espaços


Agora que você categorizou, comece a devolver os utensílios aos espaços, mantendo sempre os itens iguais juntos: Potes com potes, panelas com panelas, louças com louças. 

Assim, você começa a ter um critério de organização em sua cozinha. E o mais importante: aquele espaço que estava faltando agora estará sobrando.

Eu espero que tenha gostado. São dicas básicas que farão a diferença.

Obrigada e compartilhe o post!





A natureza também se desapega


Inicia uma nova estação: o outono. E devemos aprender com a natureza a importante lição do desapego.

Outono do desapego

Sabiamente, a natureza se desfaz do velho para dar lugar ao novo. Caem as folhas, secam as flores. A natureza deixa ir embora o que nada mais acrescenta para ressurgir renovada, vibrante e colorida na primavera.

Assim nós também devemos ser! Devemos nos desapegar do que já não nos serve e não agrega valor aos nossos dias, para dar lugar ao novo, àquilo que renova o físico e também a alma.

Não mantenha excessos.

Acúmulo de objetos
  • Desapegue-se de roupas pequenas, antigas, velhas, desgastadas, que não favorecem a aparência e que lembram você de acontecimentos ou situações desagradáveis de sua vida.
  • Mande embora sapatos apertados, desconfortáveis, que lhe causem insegurança ao andar e que você não gosta ou não usa mais.
  • Passe adiante bolsas, acessórios e bijuterias que você enjoou de usar. Elas sempre serão úteis para alguém mais além de você.
  • Não mantenha louças, talheres, panelas e utensílios de cozinha em excesso. Tenha somente o necessário.
  • Racionalize a quantidade de artigos de beleza como cremes, maquiagens, perfumes e outros tantos itens. 
  • Doe livros que já leu e que estão ocupando espaço e acumulando pó nas prateleiras.
  • Passe adiante brinquedos e outros itens infantis que seus filhos já não usam.
  • Elimine quinquilharias e tralhas que não servem para nada, apenas para roubar espaço.
Tudo o que você mantém gera trabalho e toma o seu tempo: trabalho para cuidar e para limpar, o que, em essência, significa perder tempo. E, mesmo que você tenha alguém que cuide disso para você, custará o seu tempo também, pois você precisará trabalhar para pagar essa pessoa, para que ela faça isso por você. E o tempo é algo que não se pode comprar. 

Tenha experiências, momentos agradáveis e não coisas. Sua vida é preciosa demais para você perder muito tempo cuidando de coisas. Precisamos de muito pouco para sermos plenamente felizes. 

Liberdade e felicidade

Eu sempre digo: Passamos a primeira metade de nossa vida juntando coisas. E passaremos a segunda metade tentando nos livrar delas. Porque a liberdade de ter menos coisas nos traz tranquilidade, paz e felicidade. Pena que esta é uma lição que demoramos para aprender. Acredite.

Um abraço!

Como organizar calças no armário usando cabides


Existem vários modos de organizar calças no armário, sejam elas masculinas ou femininas. Hoje vou falar de um deles.

Muitos armários possuem um espaço destinado ao calceiro: um suporte com varetas, onde as calças são penduradas. Eu, particularmente, não gosto de calceiros. Dependendo do modelo, eles acomodam poucas peças e roubam muito espaço, ou até acomodam quantidade razoável de peças, mas não são nada práticos de manusear.


Organizar calças

Sabe um modo interessante de organizar calças? Em cabides. Isso mesmo, em cabides infantis. É muito mais prático. Sabe por quê?

  • Porque você pode retirar os cabides de dentro do armário para acomodar as calças.
  • Porque você pode aumentar ou diminuir o número de cabides dependendo da quantidade de  peças que você manuseia em cada estação do ano.
  • Porque você tem uma visão frontal e conjunta de todas as peças.

O ideal é colocar um varão com altura aproximada de 80 cm da base e organizá-las conforme a estação do ano (tecido mais fino ou mais encorpado), o modelo (social esportiva, jeans, etc.) e a cor (da mais clara para a mais escura). Lembrando que deve ser usado um cabide para cada calçaVeja:


Calças masculinas em cabides

Outro detalhe importante: se você tem muitas peças similares (jeans, por exemplo), como você escolhe qual vai vestir em determinada ocasião? É pelo modelo do bolso traseiro, certo? 

Então, aqui vai mais uma dica: dobre as calças no sentido vertical, de modo que o fecho fique na parte interna da dobra e os bolsos traseiros fiquem na parte externa. Organizando assim, a dobra terá menos volume, ficará mais bonita e roubará menos espaço, além de você visualizar facilmente o modelo do bolso.

Feito isso, dobre no sentido horizontal, na altura dos joelhos e coloque no cabide.

Para pendurar no varão, coloque o gancho do cabide e o gancho da calça voltados para o fundo do armário. Aplique a mesma técnica para todas as peças, isso trará uniformidade e beleza ao conjunto.

Como organizar calças em cabides

Só faltou explicar por que usar cabides infantis: porque cada calça ocupará toda a extensão do cabide. Não haverá sobra de espaço, o que poderia deixar a organização tanto dos cabides quanto das calças desalinhada.

E se as calças escorregarem nos cabides? Um atilho, um feltro adesivo, um pingo de silicone ou qualquer detalhe que você colocar no cabide vai impedir isso.

Oportunamente, falarei de outros modos de organizar calças. Acompanhe!

Espero que aproveite a ideia e, se gostar, curta, compartilhe e opine.

Beijos!

Férias a caminho


Há um tempo em que é preciso desconectar! Desconectar dos compromissos, das responsabilidades, da rotina diária, da casa, da cidade...

Férias, para mim, é isso! É fazer algo totalmente diferente da rotina e que me traga satisfação e felicidade. Tempo de reorganizar minha mente, meus pensamentos e minhas emoções! Tempo de me reencontrar comigo mesma e, sobretudo, com a natureza em sua plenitude, o que nem sempre é possível durante a jornada diária.

Montanhas

Sempre que posso, procuro conhecer um lugar diferente, que não conheço ainda... Opções não faltam, não é mesmo? Tenho predileção pelo novo: novos lugares, novas paisagens, novas pessoas, novas experiências. E assim, cada nova vivência vai ocupando um lugar especial e organizado nas minhas memórias. E as lembranças destes momentos maravilhosos sempre me vêm à mente e são meu combustível para retomar o ciclo do ano novamente.

Deserto do Atacama

Portanto, o blog estará em férias nas próximas semanas... Desconectarei dos assuntos ligados à organização... Mas, na medida do possível, mandarei notícias!

Nem sempre terei sinal de internet disponível, mas, eventualmente, farei contato. Você me encontra por aí!

Ambiente Organizado no Instagram

Ambiente Organizado no Facebook

Com a bênção divina, até a volta!

Beijos!

7 itens da minha mala de férias


Arrumar a mala não é uma tarefa das mais fáceis, concorda? Há muitas coisas básicas e óbvias para levar. Mas há algumas não tão óbvias assim que podem facilitar a vida. Veja 8 itens que incluo na minha mala e que tornam minha viagem mais organizada.

1. Fita adesiva larga e estreita


Fita adesiva é muito útil para vedar embalagens com líquidos, sacolas com roupas sujas, fechar algum pacote, proteger algum material frágil, etc. Um item pequeno e leve, que sempre levo comigo.


Fita adesiva larga e estreita

2. Sacolas plásticas vazias


A solução mais simples e prática para acondicionar roupas e calçados sujos, de modo a não misturá-los com as roupas limpas que estão dentro da mala é a velha e eficiente sacola plástica. Eu coloco a roupa e vedo com fita adesiva. Principalmente, se a roupa estiver úmida ou os calçados estiverem encardidos. Vedados, os itens não causarão inconvenientes às peças limpas. Eu separo uma nécessaire com sacolas vazias e coloco-a na mala.

Sacolas vazias dobradas

3. Um kit de costura


Um pequeno kit de costura é ideal para consertar alguma peça de roupa cuja costura abriu ou para pregar um botão que caiu bem na parte frontal e mais visível de determinada camisa. Eu sempre levo o meu.


4. Uma tesoura pequena ou dobrável


Quem já passou pela situação de precisar cortar algo e não ter uma faca ou uma tesoura por perto sabe do que eu estou falando (e nem pense em usar os dentes). Uma tesoura pequena ou dobrável vai muito bem para cortar a fita da embalagem de algum objeto ou a etiqueta da roupa nova que você comprou durante a viagem e serve para resolver pequenos transtornos. A minha é assim:


5. Uma saboneteira pequena


Sabonete pequeno sobre a pia (convenhamos, nada higiênico) desmanchando, grudando na louça, com aspecto de desleixo? Vai uma saboneteira ai! Veja as minhas. Uma delas é com ventosas, fica presa na parede e, acredite, segura o sabonete na vertical!



6. Ganchos com ventosas


A família viaja de férias, se instala num quarto de hotel que é menor do que aparentava na foto do site. Quatro pessoas no mesmo quarto e você não sabe como administrar aquela bagunça de toalhas, roupas e outros itens espalhados por todos os lados. Conhece essa história? Eu conheço.

Esses ganchinhos com ventosas são leves e muito baratos. Eu levo junto e instalo facilmente no banheiro para pendurar toalhas, biquínis, roupas íntima, enfim, tudo o que está no meio do caminho atrapalhando o espaço. Os maiores podem ser pendurados na própria porta.


7. Bolsas leves e dobráveis


Quando a gente volta de viagem, parece que a bagagem dobra de tamanho, não é mesmo? Nada mais cabe no mesmo lugar. E tem as compras, souvenires, lembranças, etc. Eu sempre levo comigo algumas bolsas leves e dobráveis, para acomodar os extras da viagem.



E aqui vai uma dica a mais para sua bolsa: Um pacotinho de lenços umedecidos para suas mãos.

Em viagens, não é incomum estarmos em situações em que não temos acesso a uma torneira ou não estamos próximos a ela no exato momento em que precisamos. Um pacote de lenços umedecidos dentro da bolsa de mão resolverá o inconveniente e deixará você mais confortável.

Gostou das dicas? Eu espero que sim, porque elas facilitam muito minhas viagens. Tenho muitas outras, que compartilharei com você. Acompanhe o blog!

Beijos!



Google+ Followers

Fique por dentro das novidades

Cadastre seu endereço de email e receba diretamente todas novidades!

Termos de uso


O compartilhamento de conteúdo autoral do blog é permitido, desde que esteja acompanhado do nome da autora - Sonia Hecher, Personal Organizer e do nome do blog www.ambienteorganizado.com.br em local visível.

Segundo a Lei 9.610/98, a violação de direitos autorais é crime previsto no Artigo 184 do Código Penal.

Saiba mais sobre os Termos de uso e a Política de privacidade do Blog Ambiente Organizado.