Temperos organizados


Temperos. De todas as espécies, aromas, sabores e cores. Quem não tem um temperinho em casa?  E não é improvável que eles estejam desse jeito, como estavam os meus. Além de bagunçados, havia embalagens abertas, itens vencidos e estavam acomodados em 3 espaços distintos.

Eu precisava organizar isso! E foi o que fiz!

Comecei efetuando o descarte de todos os temperos com prazo de validade vencido.

Comprei itens novos, mas procurei racionalizar, adquirindo os mais usuais, mantendo uma variedade menor. Para que tantos, se eu cozinho muito pouco...

Temperos desorganizados

Procurei padronizar os frascos e identificar cada tempero com uma etiqueta impressa na rotuladora. Mas isso pode ser feito com qualquer etiqueta comum, escrita à caneta.

Em baixo de cada frasco, coloquei uma etiqueta menor com a data de validade.

E consegui um suporte de plástico, com 3 níveis em formato de escada, para deixar todos os frascos visíveis.

Veja o resultado:

Temperos organizados em potes


Temperos de cozinha organizados

Gostou da minha organização? Tenho certeza que foi temperada com muito carinho. Espero ter inspirado você também!

Um abraço e, se gostou, curta e compartilhe o post.

Até o próximo.

Como organizar a compra dos presentes de Natal


Comprar presentes de Natal sempre é uma tarefa delicada, que pode esbarrar em algumas questões:
  • Não temos ideia do que presentar
  • Não dispomos de tempo para ir ao comércio
  • Não podemos gastar muito
  • Não queremos esquecer de nenhum nome

Presente de Natal

As semanas que antecedem o Natal são marcadas por muitas atividades e pelo tempo escasso. Para não deixar a ansiedade tomar conta do momento, aqui vão algumas dicas que tornarão a tarefa mais tranquila:

1.  Elabore uma lista


É fundamental elaborar uma lista com o nome das pessoas que você gostaria de presentear no Natal. Quantas pessoas são? Duas, cinco, dez? Assim, você não esquecerá de ninguém.

Lista de presentes de Natal

2. Estabeleça um orçamento


Determine um orçamento com o valor total que você dispõe para presentear as pessoas da lista. Isso significa que você deve fazer um cálculo estimativo de quanto poderá gastar com cada presente. Tente ficar dentro do orçamento previsto.

Você também poderá estipular uma margem de tolerância de 10% para mais, pois nem sempre conseguirá encontrar algo exatamente no valor estipulado. Mas tente usar essa margem de tolerância apenas para alguma exceção e não para todo o orçamento.

3. Crie níveis dentro do orçamento


Certamente, haverá pessoas mais próximas, para as quais você deseja comprar um presente de maior valor, como pais, filhos, netos... Para eles, o valor será até X Reais.

Pessoas da família, como sobrinhos, irmãos, etc. o valor será até Y Reais. (Talvez o valor seja um pouco menor.)

Para colegas de trabalho ou outras pessoas que você não gostaria de deixar de presentear, o valor será até Z Reais. Neste caso, uma pequena lembrança, de valor menor, estará de bom tamanho.

 Mantenha-se firme nas escolhas e no orçamento, para não comprometer suas finanças.

Pacote de presente

4. Antecipe as compras


Comprar com antecedência é sinônimo de aproveitar mais opções de compra, com preços melhores. Eu sugiro que você comece o processo de orçamento e compras ainda em novembro.

5. Otimize seu senso de observação


Desde já, ligue o seu "radar visual". Observe o que vê no comércio. Você pode sair hoje sem pretensão alguma de comprar presentes e ver algo interessante numa vitrine, que poderá agradar determinada pessoa da sua lista. Então, não perca a oportunidade e não ignore a Lei de Murphy: pode ser que, no dia em que você decidir sair com a intenção específica de comprar, não encontre nada que lhe agrade ou que combine com a pessoa a ser presenteada.


6. Seja criativo


Nem sempre o presente mais caro é o que carrega mais valor afetivo. Algo diferente, customizado e elaborado por você, terá um significado muito maior do que algo comum, comprado no comércio. Eu valorizo isso, imagino que você também. Afinal, você terá gasto o que possui de mais precioso para fazer esse presente: o seu tempo. Um pote de biscoitos artesanais, um bolo com cobertura especial, um objeto de artesanato são sugestões quem sempre caem bem. A menos que você queira presentear com a última versão de um celular, por exemplo. Bem, aí, não cabe a comparação.

Biscoitos de Natal para presentear

7. Capriche nas embalagens


Um visual bem apresentado pode fazer a diferença em qualquer presente (até em pequenas lembrancinhas) e vai surpreender quem o recebe. Customize, crie uma embalagem única, coloque o seu toque especial e diferencie os seus pacotes do tradicional saquinho de papel com brilho.

Espero ter ajudado você a se preparar para esta tarefa.

Se você gostou e acha que o assunto pode interessar a alguém mais, compartilhe o post.

Boa semana!


9 árvores de Natal para você se inspirar


Novembro chega com um indicativo: hora de pensar no Natal, sua decoração e sua magia. E o que não pode faltar na decoração natalina é a árvore. Ela simboliza a vida e, em essência, renovação.

Eu adoro árvores de Natal e acho que elas fazem a diferença numa casa, nesta época do ano. Podem ser modelos grandes ou mesmo mini árvores, de acordo com o orçamento de cada um, mas devem estar presentes. 

Pensando nisso, fiz algumas fotos de árvores decoradas para você se inspirar. As de hoje são mais elaboradas. Veja:

Dourado, bronze e branco, uma escolha tradicional e linda...


Árvore de Natal, flores bronze e bolas brancas

Árvore de Natal flores brancas e douradas

Decoração em tons rosa, muito sofisticada. Eu amei essa. Um sonho...

Árvore de Natal com decoração rosa

Azul e prata, uma combinação elegante. 

Árvore de Natal com decoração azul

Esta parece de algodão doce e confeitos. Dá vontade de comer...

Árvore de Natal com algodão e doces

A tradicional decoração vermelha em árvore verde sempre encanta.

ÁRvore de Natal com decoração vermelha

Decoração infantil, a alegria das crianças. Aqui, a versão "personagens Disney".

Árvore de Natal com decoração Disney

Poinsétias e borboletas na cor de vinho tinto, folhas e flores na cor bronze, puro luxo.

Árvore de Natal com flores cor vinho

Gostou? Eu não saberia qual escolher...

Finalmente, a minha árvore. 
Ela é bem antiga, mas mudo a decoração de tempos em tempos e ela se renova.

Detalhe da Árvore de Natal da Sonia


Árvore de Natal da Sonia


Minha sugestão é que você revise o material de Natal, veja o que precisa ser consertado ou substituído e já providencie, para evitar correrias de última hora.

Beijos.

8 dicas para organizar os itens de cozinha


Realizar uma "expedição" pela cozinha da sua residência é a certeza de encontrar muita coisa que você nem imagina que possui. Duvida? Faça o teste. E o excesso ou a duplicidade de itens é o motivo que torna esse ambiente da casa desorganizado.


Panelas organizadas


Para começar a organizá-la, algumas ações iniciais são necessárias. Aqui vão algumas dicas:

1. Priorize


O ideal é que você disponha de um período razoável de tempo para dedicar-se à organização de sua cozinha integralmente. Assim, você poderá analisar todos os espaços, incluindo gavetas, nichos, portinhas, prateleiras mais altas. Certamente, você se surpreenderá com os "achados". 

Entretanto, se você não dispõe de tempo suficiente para começar e encerrar o processo num único dia, minha primeira dica é que você estabeleça prioridades. Quanto tempo livre você tem por dia? Vinte minutos? É possível organizar duas gavetas hoje, um nicho amanhã e assim por diante.

2. Retire tudo do local e limpe o espaço


Comece esvaziando o local (quer seja a gaveta, o nicho, a portinha) e faça uma boa limpeza no móvel. Assim, você começa da maneira correta.

3. Agrupe os itens iguais


É imprescindível você agrupar pratos, talheres, travessas, bacias, copos, jarras, panelas, potes, eletrodomésticos e alimentos (não vou tratar dos alimentos hoje. Será assunto para outro post). Pense em famílias: a família dos pratos, das panelas etc.


Itens de cozinha


4. Categorize os itens


Agora, separe os itens de preparo (talheres, panelas e utensílios de preparo das refeições) dos itens de servir (louça, copos e talheres de servir à mesa).

5. Estabeleça um limite para cada tipo de itens


Compras por impulso resultam em eletrodomésticos sem uso e excesso de itens. 

Reflita: Quantas jarras você tem? E de quantas você precisa? Qual é o tamanho da coleção de potes plásticos? Quantos são efetivamente necessários? Você precisa manter 5 conchas para servir sopa?

Proceda assim com todos os itens que fazem parte do acervo.


6. Descarte os excessos e tudo o que não está sendo usado


Esta dica complementa a anterior. Repito: compras por impulso resultam em eletrodomésticos sem uso e excesso de itens. Doe ou venda tudo o que não estivem sendo usado ou que configurar excesso. É o que eu digo sempre: Menos é mais. 

Eletrodoméstico

7. Elimine o que está avariado


Isso mesmo, elimine: 

Louças trincadas ou lascadas.
Panelas sem cabo ou com o acabamento riscado.
Facas sem corte.
Potes plásticos rachados, amarelados (este item será assunto de um post específico).
Eletrodomésticos quebrados cujo conserto sai mais caro do que comprar um novo.
E qualquer outro item em mau estado.

8. Devolva os itens aos espaços


Agora que você categorizou, comece a devolver os utensílios aos espaços, mantendo sempre os itens iguais juntos: Potes com potes, panelas com panelas, louças com louças. 

Assim, você começa a ter um critério de organização em sua cozinha. E o mais importante: aquele espaço que estava faltando agora estará sobrando.

Eu espero que tenha gostado. São dicas básicas que farão a diferença.

Obrigada e compartilhe o post!





Como organizar brinquedos


Dia da Padroeira do Brasil. Dia das crianças, data para celebrar nosso amor pelos pequeninos. Dia de casa cheia, almoço especial, sorriso prolongado e olhinhos brilhando. Momento de receber presentes e de brincar com os novos brinquedos. A infância é uma linda fase, cheia de sonhos e fantasias. Que as crianças possam viver essa fase intensamente.

Bebê e carrinho de pelúcia

Novos brinquedos chegando e a dúvida: como organizá-los? onde guardá-los, para que a casa não fique bagunçada? Aqui vão algumas dicas.

Categorize


Separe os brinquedos por categorias (bonecas, carrinhos, joguinhos de montar, etc.) e guarde em caixas plásticas ou cestos com identificação. Se a criança não sabe ler, cole uma foto ou desenho do tipo de brinquedo que há naquela caixa. Incentive-a a guardá-los sempre nas respectivas caixas a que pertencem. Os brinquedos preferidos devem ficar em prateleiras mais baixas. Os que são menos usados vão para as mais altas.

Guarde as peças dos brinquedos de montar em caixas menores (reaproveite potes de sorvete!) ou use saquinhos com fecho ziplock.

O comércio dispõe de caixas específicas para brinquedos, como estas:



Caixa da Pepa




Mantenha a organização


Ensine a criança a brincar e a guardar seus brinquedos após a brincadeira. Isso manterá o quarto organizado e o ambiente "transitável". Assim, desde pequena, ela aprenderá a desenvolver o senso de responsabilidade e organização.

Veja mais algumas ideias para acomodar os brinquedos (ou livros):



Cestos coloridos para brinquedos


Faça rodízio


Guarde os brinquedos menos utilizados pela criança por algum tempo. Depois, devolva-os a ela. Isso reacenderá o interesse dela por aqueles brinquedos esquecidos.

Desapegue e descarte


Aproveite as datas especiais (dia das crianças, aniversário, Natal) para praticar o desapego. Ensine à criança valores como compaixão e generosidade. Incentive-a a escolher alguns brinquedos de sua coleção para doar às crianças menos favorecidas.

Separe os brinquedos quebrados e veja se há conserto, senão, descarte-os.

Doe os brinquedos que são recomendados para faixas etárias inferiores às daquela criança.

Bom final de feriado!

Até o próximo post.




Google+ Followers

Fique por dentro das novidades

Cadastre seu endereço de email e receba diretamente todas novidades!

Termos de uso


O compartilhamento de conteúdo autoral do blog é permitido, desde que esteja acompanhado do nome da autora - Sonia Hecher, Personal Organizer e do nome do blog www.ambienteorganizado.com.br em local visível.

Segundo a Lei 9.610/98, a violação de direitos autorais é crime previsto no Artigo 184 do Código Penal.

Saiba mais sobre os Termos de uso e a Política de privacidade do Blog Ambiente Organizado.